Site em Português English Site

My Cart (0)

>> >>

Blog 

Publicado em 08 de Abril de 2019

Como é Feito o Transporte de Cargas Especiais?

O mercado de logística é uma área onde se faz necessária o uso da precisão e o correto seguimento das leis de acordo com a legislação, que estabelece quais são os limites permitidos em relação ao peso e ao tamanho da carga que será transportada nas carretas e nos caminhões.

 

Se mesmo após avaliação de tais especificações, a mercadoria não se estiver de acordo com os limites das operações comuns, utiliza-se o serviço conhecido como “heavy lift” ou transporte de cargas especiais, como é chamado popularmente. Continue lendo e saiba mais.

O que é o transporte de cargas especiais

 

O transporte de cargas especiais foi criado com o objetivo de suprir as necessidades de transportar as cargas que tem possuem seu peso ou o tamanho maior do que as cargas mais tradicionais, de forma que as empresas que fabricam/transportam tais peças e materiais possam ter mais flexibilidade.

 

Por isso, em 2005 surgiu uma resolução que regulamenta quais são as dimensões e pesos máximos que os caminhões precisam ter para transportar tais cargas. As principais regras são:

 

  • Os caminhões que farão o transporte de carga especial devem ter uma largura de até 4,5m, altura de 5,5m e comprimento de até 25m.

  • Já o limite máximo do peso bruto total calculado de acordo com as estradas, sendo 45 toneladas para as rodovias estaduais e até 70 toneladas para as rodovias federais.

 

Como é feito

 

Além de seguir à risca a legislação vigente, as empresas de transporte de cargas especiais, devem, obrigatoriamente, fazer estudos prévios de viabilidade, de modo que todos os detalhes acerca do trajeto da mercadoria até o seu destino final sejam analisadas a fundo.

 

Para isso, é feita uma análise do aspecto da estrada em todos os seus pontos (largura, quantidade de curvas, grau de inclinação, tipo do solo e etc.). Sendo assim, todo o percurso deve seguir um roteiro preparado, onde as dificuldades que vierem a surgir sejam previstas e já tenha uma solução prévia do que deve ser feito.

 

Num segundo momento, o veículo e a carga são dimensionados, de maneira que o peso e altura já estabelecidos por lei não sejam ultrapassados. Para garantir eficácia nesse processo, alguns dos componentes mais pesados em reatores serão retirados, o que permite o seu transporte com uma sobra.

 

Por último, após tudo isso pronto, é preciso fazer um agendamento de todas as travessias que serão necessárias, uma vez que existem casos onde é preciso fechar pistas, trechos da pista, canteiros ou até mesmo os acostamentos.

 

Lembrando que para esse processo é preciso contar com a ajuda e a presença interina da polícia rodoviária e concessionárias, visando realizar tudo da melhor forma sem que aconteça algum imprevisto ou dor de cabeça.

Contratar uma empresa de transporte de cargas especiais

 

Para que tudo ocorra como esperado, deve-se contratar uma empresa que realmente saiba o que faz e tenha um histórico de credibilidade. Além disso, você deve estar atento também à habilitação dos colaboradores dessa empresa e seu tempo de experiência.

 

Está interessado pelo serviço de transporte de cargas especiais? Faça sua cotação ou solicite um contato, clicando aqui.

Ver mais

Publicado em 25 de Março de 2019

Transporte de Máquinas: Tipos e Funcionalidades

Quando você ouve sobre transporte de máquinas, qual veiculo vem a sua cabeça? As opções são muitas, é verdade. Hoje em dia existem inúmeros tipos de veículos que fazem a movimentação de cargas pesadas, e cada um deles traz sua vantagem e contribuição para um processo mais ágil e prático.

 

Hoje o assunto é o transporte de máquinas, mas vamos falar dos tipos de transporte nesse segmento e suas funcionalidades. Confira a seguir!

Tudo sobre o transporte de máquinas

Quem pode solicitar?

 

O transporte de máquinas é um serviço indicado para empresas ou organizações que precisam de um equipamento extremamente seguro e eficiente para fazer a movimentação de determinada carga de uma forma mais rápida e prática.

O que é preciso?

 

Em qualquer que seja o tipo de transporte de máquinas, é indispensável desenvolver todo um planejamento estratégico acerca da operação a ser realizada, onde são levados em conta todos os aspectos que a envolvem, como por exemplo, a segurança das vias, a escolta, a sinalização, o horário que deve circular, etc.

Quais são os melhores equipamentos?

 

Atualmente existem várias formas de se realizar um transporte de máquinas. Para escolher o equipamento mais adequado é ideal que seja feita uma análise prévia das funcionalidades e diferenças de cada um dos tipos de transporte de carga.

 

Além disso, o equipamento a ser escolhido pode variar de acordo com o tamanho da máquina a ser transportada e o seu formato. Por isso a importância do plano estratégico que falamos ali em cima, pois é ele que determinará toda a logística do processo.

Os principais tipos de transporte de máquinas

 

A seguir você confere uma pequena lista com alguns dos principais tipos de transporte de máquinas em rodovias.

Caminhão guindaste articulado

 

Este veículo é utilizado comumente no transporte de máquinas de grande porte, além de proporcionar mais segurança e precisão durante a movimentação da carga, ele possui uma carroceria que, aliada a uma lança articulada, o torna o único tipo de transporte de cargas que requer distância, peso e altura.

Guindastes

 

Os guindastes também se encontram na lista dos equipamentos de movimentação mais utilizados no transporte de máquinas. Sua principal característica é a capacidade de fazer a locomoção da carga de uma forma muito precisa e eficiente.

 

Este veículo é responsável por erguer, movimentar e transportar as máquinas de um local ao outro, sendo mais indicados para as empresas que querem fazer o processo em pouco tempo, mas de maneira segura.

Guindastes articulados


Assim como os guindastes mais comuns, esse equipamento é utilizado para o transporte e movimentação de cargas no geral, mas é indicado principalmente para empresas que desejam um serviço de carregamento e descarregamento em um local de difícil acesso.

Ver mais

Publicado em 11 de Março de 2019

Dicas fundamentais para executar um içamento de cargas

O processo de içamento de cargas requer extrema atenção e cuidado com todos os detalhes, uma vez que o risco de acidentes é alto e muito comum durante esse tipo de procedimento, que é realizado em indústrias e dentro da construção civil, por meio de guindastes, empilhadeiras, gruas, etc., ou seja, equipamentos que podem elevar e posicionar cargas corretamente.

Que esses equipamentos facilitam, e muito, a tarefa de elevação de cargas é verdade, afinal eles reduzem os esforços e aumentam a produtividade dos trabalhadores, mas em contrapartida os riscos são altos.

Para garantir que você faça um içamento de cargas seguro e tenha a certeza de que está fazendo o processo correto, separamos algumas dicas fundamentais para executar o procedimento da melhor forma. Confira!

Dicas de segurança para elevação de cargas

Análise do estado dos equipamentos

Antes de utilizar os equipamentos é preciso analisar o estado de conservação do mesmo. Fazer a manutenção preventiva é uma ótima forma de começar, assim, é possível identificar quais são as peças que estão sofrendo desgaste, as que necessitam ser substituídas e quais serão as soluções para garantir um bom funcionamento do equipamento.

Utilize os EPC’s

EPC é a sigla utilizada para Equipamentos de Proteção Coletiva, que nada mais são do que os equipamentos que possuem objetivo de zelar pela segurança de um grupo de pessoas que estão executando determinada tarefa.

Cones, barreiras, fitas zebradas, telas de proteção, redes, sinalização adequada e boa iluminação são alguns itens obrigatórios para locais onde está sendo feito o içamento de cargas, uma vez que assim é possível informar à todos os colaboradores a respeito dos riscos que estão expostos e quais os cuidados que devem ser tomados para que sejam evitados quaisquer tipos de acidente.

Faça o uso de EPI’s

Diferentemente dos EPC’s, os EPI’s são os equipamentos de proteção individual, ou seja, que possuem o objetivo de zelar e proteger apenas o indivíduo que está utilizando.

Alguns exemplos são: capacetes com jugular, botas de segurança com bico de aço, protetores auriculares, luvas de lona, óculos de proteção, e assim por diante. Cada tipo de atividade tem o EPI correto a ser utilizado, por isso verifique quais são necessários para o içamento de cargas.

Faça treinamentos

É totalmente inútil ensinar apenas de forma teórica quais são os procedimentos que devem ser executados pelos seus funcionários em caso de acidentes e também qual é a melhor forma de executar suas atividades.

Sendo assim, invista em treinamentos com uma certa frequência em sua empresa. Ensine na prática o que deve ser feito e quais são os principais cuidados a serem tomados durante todo o processo de elevação de cargas.

Por fim, agora você sabe quais são os principais métodos a serem utilizados para realizar um içamento de cargas com segurança. Conheça mais sobre a Transmáquinas e confira todos os serviços que executamos no Brasil inteiro!

Ver mais

Publicado em 25 de Fevereiro de 2019

Como evitar danos no transporte de cargas pesadas?

O transporte de cargas pesadas requer muita atenção e cuidados profissionais,  uma vez que apenas dessa forma pode-se garantir que a operação seja efetuada com total segurança e sem prejuízos para ambas as partes envolvidas no processo, sendo elas a transportadora e o cliente que a contrata.

Nesse post falaremos sobre os riscos que podem ocorrer durante o transporte de cargas e quais são os principais e mais efetivos métodos para evitar danos durante a operação. Confira!

Quais são os principais riscos?

Como já falamos em outros posts, a movimentação de cargas pesadas é uma tarefa muito delicada. Ao realizá-la de forma insegura, podem ocorrer inúmeros acidentes e trazer riscos aos produtos e aos profissionais que estão envolvidos no processo.

Sendo assim, uma vez que os riscos podem atingir materiais e a integridade física de outras pessoas, trata-se de assunto muito sério. Além de que, o nome da empresa também poderá ser afetado, fazendo com que a mesma perca sua credibilidade e, posteriormente, pode vir a falir por falta de clientes que não confiam no trabalho.

O que fazer para evitar danos no transporte de carga pesada?

Para lhe dar uma “luz”, nós trouxemos algumas medidas simples, que não trazem a necessidade de grande investimento financeiro, mas que certamente fazem muita diferença. Veja:

Indicadores de impacto

Este instrumento permite verificar se os choques sofridos pela carga possuem um nível suportável, além de identificar o momento exato em que os danos ocorreram. Ele fica diretamente ligado ao produto e faz a captação das batidas ou pancadas que podem acontecer.

Evite espaços vazios

Quanto mais espaço vazio dentro do caminhão, mais chances da carga se movimentar dentro dele e, consequentemente, se colidir com outros produtos.

Sendo assim, é preferível que toda a carroceria esteja ocupada. Caso não haja produtos o suficiente para isso, opte por lonas, isopor ou sacos de ar.

Use boas embalagens

Pensar nas embalagens que irão acomodar as cargas também é necessário. Elas devem ser flexíveis, resistentes e fáceis de empilhar e manusear.

Como você viu, o transporte de cargas pesadas é sério e não podemos brincar em serviço, todo cuidado realmente é pouco.

E se você deseja ficar por dentro de tudo sobre este setor, acompanhe quinzenalmente os nossos posts com dicas sobre tudo o que envolve o transporte de cargas em geral.

Ver mais

Publicado em 11 de Fevereiro de 2019

Cuidados fundamentais ao fazer um transporte de cargas especiais

O mercado de transportes no Brasil é muito amplo e também arriscado. É realmente importante que os produtos e materiais a serem transportados cheguem ao destino final sem sofrer nenhum dano.

 

Todo tipo de transporte de cargas requer muita atenção e planejamento, mas quando se trata do transporte de cargas especiais, os requisitos fundamentais são um pouco mais detalhados e precisos. Confira abaixo quais são:

 

Transportadora

 

Escolher bem uma transportadora é o primeiro passo, afinal, é ela quem conduzirá a mercadoria até o destino. Sendo assim, esteja sempre atento à credibilidade, histórico, infraestrutura e benefícios que a mesma oferece. Muitos produtos requerem algumas adaptações nos veículos para serem transportados com segurança, então você também precisa verificar se a empresa atende as suas necessidades.

 

Embalagem

 

Existem embalagens adequadas para cada tipo de produto a ser transportado. Um bom exemplo é o vidro, que deve ser muito bem acondicionado com plástico bolha, caixas de papelão, etc.

Não deixe essa etapa de lado, pois além de proteger o produto, as embalagens também são um instrumento de marketing.

 

Rotas

 

Planejar corretamente a rota é uma estratégia que contribui muito para o sucesso do transporte de cargas especiais. Isso porque, se o caminhão já sair do centro de distribuição com uma rota estudada e estipulada, o tempo de viagem será reduzido, assim como a exposição dos produtos aos riscos de deslocamento e haverá economia.

 

Ademais, utilizando informações geográficas é possível saber quais são os trechos mais perigosos, com condições precárias, etc.

 

Motoristas

 

Os motoristas certamente são os principais personagens do transporte de cargas. O Brasil possui milhares de profissionais dessa área e também é preciso assegurar que o seu produto será transportado por um caminhoneiro bem treinado, responsável e que tenha um bom histórico.

 

Conforme você viu, o transporte de cargas especiais exige muita atenção. Então conte com uma transportadora que tenha boas referências e credibilidade, conte com a transmáquinas.

 

Ver mais

Publicado em 28 de Janeiro de 2019

O que você precisa saber sobre o Plano de Rigging

A norma regulamentadora do Ministério do Trabalho, NR12 possui em seu anexo a definição e condições do Plano de Rigging.

 

Se você não o conhece, saiba que este plano trata-se de um planejamento detalhado e formalizado de um processo de movimentação de carga com guindastes, tendo como objetivo principal a redução de falhas no transporte de cargas, uma vez que com ele é possível estudar a carga que será içada, os guindastes e acessórios mais adequados para a tarefa, além de analisar também o piso em que o equipamento ficará, o vento, possíveis interferências, etc.

 

Importância

 

Somente através do plano de rigging é possível fazer um içamento ou movimentação de cargas de uma forma eficiente e totalmente segura, além de otimizar o tempo, os recursos aplicados e diminuir custos.

 

Obrigatoriedade

 

Segundo a NR12 o planejamento de operações que envolvam riscos de acidentes de trabalhos em máquinas e equipamentos é obrigatório. Além de fazer tudo em conformidade com os procedimentos de trabalho e segurança, a norma também pede que o processo seja acompanhado/supervisionado por um profissional habilitado e devidamente qualificado.

 

Tal obrigatoriedade pode ser vista em empresas que contratam profissionais da área para desenvolverem seus devidos planos de içamento crítico ou normal, visto que em ambos os casos é extremamente necessário pormenorizar todas as etapas, de forma que as possibilidades de erros sejam reduzidas consideravelmente.

 

Confira o que é estudado no Plano de Rigging:

 

  • Tipos de guindastes;

  • Componentes do guindaste;

  • Definições e normas;

  • Ergonomia e riscos;

  • Peso e centro de gravidade;

  • Planejamento do apoio do guindaste;

  • Planejamento próximo à rede elétrica;

  • Prevenção de acidentes e primeiros socorros;

  • Tipos e características do cabo de aço.

 

De um modo geral, no Plano de Rigging é possível calcular corretamente o peso das peças ou materiais que serão transportados, de forma que o melhor equipamento e processo de operação possa ser escolhido.

 

Quer saber mais sobre esse tipo de serviço? Continue acompanhando o nosso blog semanalmente e fique por dentro das principais notícias relacionada ao mundo de transportes e movimentação de cargas.

Ver mais

Publicado em 14 de Janeiro de 2019

Como é a logística de transporte de cargas especiais

O transporte de cargas especiais demanda de uma estrutura logística sempre complexa e muito desafiadora. Na grande maioria dos casos, caga carga exige um projeto e planejamento diferenciados e muito detalhados, considerando que: uma vez carregado o caminhão, não se pode mais voltar atrás, ou seja, ou a carga vai ou vai.

Para isso, é indispensável que os possíveis itinerários para a locomoção da carga seja viabilizado, ainda mais quando a mesma possui características que exigem um estudo de rota muito rigoroso. Confira como é feita a logística de transporte de cargas especiais.

Primeiros passos

Tudo começa com um estudo de viabilidade estrutural e geométrica. A rota a ser utilizada é escolhida de acordo com o peso da carga, o que assegura uma operação mais segura e o real levantamento dos custos. Uma vez feito o levantamento, é hora de obter o AET (Autorização Especial de Transporte) junto aos órgãos competentes.

Restrições

Dentro do planejamento também deve se ter uma atenção especial quanto às restrições de horário de circulação de caminhões nas metrópoles.

Rodovias em mau estado

O estado de conservação das rodovias também comprometem, e muito, a eficiência do planejamento logístico e claro, deprecia os veículos, aumentando o custo de manutenção e reparos nos mesmos. Por isso é necessário estudar bem a rota para evitar as rodovias mais prejudicadas.

Segurança

Como já falamos aqui, o Brasil é um dos países onde mais existem roubos de cargas. Por isso, para garantir mais segurança ao cliente e evitar futuros prejuízos, também faz-se necessário a contratação de um seguro de cargas, o que eleva o custos de transporte, mas que não pode ser deixado de lado.

Quer saber mais sobre esse tipo de transporte de carga? Continue acompanhando o nosso blog semanalmente e fique por dentro das principais notícias relacionada ao mundo de transportes e movimentação de cargas.

 

Ver mais

Publicado em 20 de Dezembro de 2018

Qual o melhor meio de transporte para escoar a produção

Sabe-se que o agronegócio é um dos maiores pilares econômicos do Brasil, sendo responsável por 30% do PIB e até mesmo 40% das exportações anuais. Entretanto, isso não tira dos produtores rurais de passarem por dificuldades que podem comprometer toda a produção. Um desses desafios é o transporte utilizado para escoar a lavoura.

No Brasil, os meios para o escoamento de lavouras agrícolas mais utilizados, atualmente, são o transporte rodoviário e ferroviário. Entretanto, ainda que representem apenas 5% da utilização, o transporte hidroviário também pode ser citado.

Saiba quais são as principais vantagens e desvantagens dos meios de transporte de escoamento responsáveis por grande de todos os produtos de origem agrícola transportados internamente no país: o transporte rodoviário e o ferroviário.

Escoamento via transporte rodoviário

No país, 67% da produção de soja é escoada pelo transporte rodoviário, porém o produtor tem dificuldades de efetuar o escoamento das produções, pois as rodovias interestaduais, como, por exemplo, as BRs 163, 262 e 267, se encontram em condições precárias, com poucas vias duplas, e que pode comprometer a produção. Além disso, há um alto fluxo de veículos de grande porte nessas rodovias, que muitas vezes não têm pedágios e isso acaba contribuindo para sua precarização.

Em termos gerais, o transporte rodoviário pode acarretar muitos problemas devido às grandes distâncias que precisam ser percorridas à pouca capacidade de carga dos caminhões. O custo é alto devido ao consumo de combustível e a carga fica mais vulnerável a roubos, furtos e acidentes.

Escoamento via transporte ferroviário

Cerca de 28% do escoamento de produção agrícola é feito pelas ferrovias. O transporte ferroviários é geralmente utilizado ao escoamento de cargas com menos valor. Apesar de ser menos utilizado, o transporte ferroviário tem vantagens como uma maior capacidade de transporte e armazenamento das cargas, além de ter um custo menor pela distância percorrida e menos utilização de combustível.

Além disso, a vulnerabilidade da carga é menor e raramente são enfrentados problemas de locomoção. Entretanto, ainda que seja financeiramente mais viável, o transporte ferroviário não é acessível a todas as partes do país, o que acaba impossibilitando sua utilização em grande escala. A necessidade de baldeação entre veículos ferroviários e rodoviários acaba encarecendo o transporte.

Ver mais

Publicado em 27 de Novembro de 2018

Dicas para contratar uma empresa de transporte de cargas pesadas

O transporte de cargas pesadas é fundamental para a logística e distribuição do nosso país, sendo de suma importância para empresas brasileiras, sejam elas pequenas, médias ou grandes.

Dentro disso, é indispensável escolher bem uma empresa de transporte de cargas que seja de confiança, segura e eficiente. Por isso, hoje separamos algumas dicas para contratar uma empresa de transporte de cargas pesadas.

 

Bom histórico/Referências

Dizem que a melhor propaganda é a boca a boca, e é verdade. Só quem já contratou os serviços de determinada empresa pode falar a respeito de sua experiência com a mesma, não é? Por isso antes de contratar uma transportadora, investigue seu histórico e, se possível, colha algumas referências de pessoas que já a contrataram.

Custo x Benefício

Você já ouviu aquele ditado que diz: “às vezes o barato sai caro”? Ele faz todo sentido quando o assunto é escolher uma empresa de transporte de cargas apenas porque ela possui os menores preços. Nem sempre a mais barata é a melhor opção. Além de avaliar o preço, veja quais problemas ela costuma apresentar, seu histórico de pontualidade, caminhões, segurança… são n fatores que devem ser analisados.

Comprometimento

Se a empresa que você está pensando em contratar é comprometida com suas responsabilidades, então essa pode ser a melhor opção a levar em consideração. Existem três perguntas essenciais para descobrir isso: a empresa se esforça para entender quais são as suas necessidades? Ela entende perfeitamente os processos de sua empresa? O atendimento é bom? Se todas as respostas forem positivas, ótimo. Mas se alguma delas for negativa, talvez seja melhor fazer outra escolha.

Se você ainda está em dúvida sobre qual escolher, lembre-se que a Transmáquinas, além de ser uma das maiores transportadoras de carga pesada do Brasil, é conhecida nacionalmente por seus trabalhos impecáveis e prestação de serviços que deixam os clientes com 100% de satisfação. 

Ver mais

Publicado em 06 de Novembro de 2018

Quais são os desafios do transporte de cargas pesadas

O transporte de cargas tem muitos obstáculos já conhecidos, como o alto índice de assaltos e as rodovias sem manutenção. Mas além desses, há muitos outros desafios a serem enfrentados. O setor de transportes é um dos mais difíceis de uma empresa, afinal, para que tudo saia perfeitamente bem, é preciso investir muito, além de entender muito bem da complexidade do negócio.

Por isso, neste artigo você confere os três principais desafios do transporte de cargas pesadas.

Falta de profissionais preparados

Não adianta ter veículos de alta qualidade e garantia de segurança durante o transporte de cargas pesadas se não houver profissionais devidamente preparados para dar seguimento ao projeto. Os engenheiros, por exemplo, são de extrema importância, uma vez que são eles que fazem cálculos mais complexos, examinam as fundações, utilizam corretamente a cinta de elevação e analisam quão segura é a operação.

Logística

Se a logística não for bem planejada, problemas sérios ocorrerão certamente. A ideia principal é fazer bom proveito dos recursos, evitar o máximo de gastos supérfluos e realizar uma entrega mais ágil. Toda empresa deve contar com uma equipe totalmente preparada para atender as demandas de pedidos a fim de satisfazer seus clientes e obter ainda mais credibilidade.

Segurança

Quando o assunto é movimentação de cargas pesadas, o cuidado é o mais importante, pois, qualquer erro mínimo pode causar danos à mercadoria, além de acidentes graves que podem pôr em risco até mesmo a vida dos colaboradores. O produto a ser movimentado/transportado deve ser corretamente fixado nos caminhões e bem distribuído nos eixos do caminhão que fará o transporte.

Ainda falando em segurança, vale ressaltar que a empresa deve estar preparada para prever problemas que podem acontecer desde o pedido do cliente, até a entrega final do produto. Assim, além de evitar prejuízos, você terá mais lucros e clientes felizes.

Ver mais
+55 34 3814-2719 Ligue e faça uma cotação
Twitter Google + Facebook

Acompanhe-nos

Empresa Transmáquinas

MATRIZ
Rua : Estrada Canavial 100
Cep :38706-316
Patos de Minas -Minas Gerais - Brasil

Email:contato@transmaquinas.com.br
Telefone:+55 (34) 3814-2719


©2013 Grupo Transmáquinas / Política de Privacidade - Padrão de Referência em Guindastes

Desenvolvido por Mazag Marketing Digital