Site em Português English Site

My Cart (0)

>> >>

Blog 

Publicado em 13 de Março de 2020

Manutenção de Máquinas: Entenda Quais Aspectos Levar em Conta

Qualquer pessoa que tenha qualquer tipo de maquinário a seu dispor sabe que é necessário pensar na manutenção de máquinas com frequência. Afinal, sempre é necessário algum tipo de ação para corrigir ou prevenir algum problema.

No entanto, é muito comum ficar em dúvida em relação as regras de manutenção de máquinas, como a frequência da realização, que tipo de ação tomar e como agir no geral.

Se você quer saber quais são os princípios básicos que norteiam a manutenção de maquinários e outros tipos de equipamentos, siga a leitura do artigo abaixo!

O que causa danos em máquinas de todos os tipos?

O primeiro elemento a se ter em consideração sobre a manutenção em máquinas de todos os tipos é entender quais são os fatores que causam danos nos equipamentos.

Afinal de contas, a manutenção é um tipo de ação para prevenir ou corrigir (falaremos sobre isso em breve) algum problema no equipamento. Sem danos causados, a manutenção se torna desnecessária.

Fatores

Para começar, o primeiro fator de dano a ser considerado em relação a um maquinário é o desgaste natural de suas peças. Isso acontece porque a execução de uma ação de máquina causa danos em seus componentes.

É raríssimo ver uma máquina cuja ação, naturalmente, não cause dano em suas peças. Isso porque, normalmente, o equipamento precisa gerar energia ou realizar algum movimento e o desgaste é natural.

Pense, por exemplo, em um carro. O seu motor está queimando combustível constantemente, as rodas estão girando, o freio precisa se mover quando acionado. Tudo isso causa desgaste.

Considere um celular. A sua bateria gera energia constantemente, os circuitos elétricos precisam trabalhar o tempo todo, os botões ou canais de áudio podem gerar desgaste.

Por isso, um equipamento se gasta com o tempo. Essa é uma “lei” da engenharia, no termo de uma palavra melhor, e é mais fácil aceitá-la e tratá-la assim do que tentar combater o inevitável.

Depois, existem outros elementos que também causam danos com frequência em uma máquina. Por exemplo:

●      mau uso;

●      água e umidade (em caso de circuitos elétricos);

●      quedas ou impactos;

●      poeira;

●      calor ou frio.

Por causa desses fatores, é importante pensar em realizar uma manutenção constante no seu maquinário. Mas como? É o que veremos!

Quais os diferentes tipos de manutenção de máquinas que existem?

Para saber como fazer manutenção de máquinas, precisamos aprender que existem três diferentes tipos de ação de manutenção.

São elas:

●      manutenção preditiva;

●      manutenção preventiva;

●      manutenção corretiva.

Para saber como realizá-las, é importante saber a diferença de cada uma. Portanto, leia mais a seguir!

Manutenção preditiva

A manutenção preditiva é um tipo de manutenção de máquinas focada na execução de um algoritmo de machine learning para prever quando um equipamento poderá ou não ter problemas.

Para ter sucesso nessa estratégia, o algoritmo utiliza uma série de dados, muita vezes coletados em nuvem de diferentes equipamentos do mesmo tipo.

Por exemplo, suponha que uma fábrica de carros utiliza 10 unidades de um mesmo tipo de maquinário para soldar alguns detalhes da porta dos veículos produzidos ali.

Todas essas 10 unidades são monitoradas de perto e todos os seus dados de desempenho são coletados para fazer uma análise completa do desempenho do maquinário.

O algoritmo, portanto, fica acompanhando indicadores que possam ajudar a prever quando uma máquina vai dar problema, o que permite que certas ações sejam tomadas para evitar a situação.

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva funciona de maneira similar a preditiva no sentido de agir antes que o problema aconteça.

A diferença entre elas é que a preventiva não consegue monitorar o desempenho da máquina em tempo real e, por isso, deve ser realizada com certa assiduidade para identificar o momento certo de agir.

Um exemplo comum de manutenção preventiva é o trabalho de limpeza interior de veículos. Ao realizá-lo, dá para eliminar os elementos que podem causar um problema mecânico no futuro.

Manutenção corretiva

A manutenção corretiva é a mais famosa de todas já que, até algum tempo atrás, era a única realizada pela maioria das pessoas. A razão é simples: a preditiva não existia e a preventiva não tinha grande aceitação do público.

A ação corretiva tem como foco agir quando já é “tarde demais” no maquinário. Ou seja, quando o problema já apareceu e a máquina não está mais operando adequadamente.

Assim, a manutenção corretiva deve ser a última linha de defesa para manter uma máquina em funcionamento, substituindo uma peça ou um componente quando ele falha em funcionar.

Um exemplo comum dela é quando é necessário trocar os pneus de um veículo que se desgastaram demais ou quando é preciso trocar a pastilha dos freios, por exemplo.

Agora você já sabe o básico sobre a manutenção de máquinas e entende que tipo de estratégia tomar, além de quais fatores de risco evitar ao cuidar dos seus equipamentos.

O que achou do conteúdo? Agregou para você? Deixe um comentário abaixo com a sua opinião!

Comentários

+55 34 3814-2719 Ligue e faça uma cotação
Twitter Google + Facebook

Acompanhe-nos

Empresa Transmáquinas

MATRIZ
Rua : Estrada Canavial 100
Cep :38706-316
Patos de Minas -Minas Gerais - Brasil

Email:contato@transmaquinas.com.br
Telefone:+55 (34) 3814-2719


©2013 Grupo Transmáquinas / Política de Privacidade - Padrão de Referência em Guindastes

Desenvolvido por Mazag Marketing Digital